Seguidores

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Joaquim Pessoa







POETA DE COMBATE





SONETO






Poeta de combate me chamaram.

De combate serei. Não mercenário!

Poeta de combate é um operário

das palavras que nunca se entregaram.




Poeta de combate! E porque não?

Sou poeta. Serei também soldado.

O meu canto será um canto armado

e o meu nome de guerra uma canção.



Poeta de combate me quiseram

os que cedo da luta desertaram

ou aqueles que nunca combateram.



Poeta de combate eu hei-de ser

até quando o meu povo precisar

ou nada mais houver a combater.



1 comentário:

EternaApaixonada disse...

*****

A continuação dos poemas de Joaqim Pessoa só demonstra o valor dessa vida aguerrida!
Muito bom!
Beijos

*****