Seguidores

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Poetas da Nossa Terra



Chove. Nenhuma chuva cai...


Gifs by Oriza

Chove? Nenhuma chuva cai...
Então onde é que eu sinto um dia
Em que o ruído da chuva atrai
A minha inútil agonia?

Onde é que chove, que eu o ouço?
Onde é que é triste, ó claro céu?
eu quero sorrir-te, e não posso,
Ó céu azul, chamar-te de meu...

E o escuro ruído da chuva
É constante em meu pensamento.
Meu ser é a invisível curva
Traçada pelo som do vento...

E eis que ante o sol e o azul do dia,
Como se a hora me estorvasse,
Eu sofro... E a luz e a sua alegria
Cai aos meus pés como um disfarce.

Ah, na minha alma sempre chove.
Há sempre escuro dentro de mim.
Se escuto, alguém dentro de mim ouve
A chuva, como a voz de um fim...
 Fernando Pessoa


12 comentários:

Solange disse...

fernando pessoa....
inconfundível.

bjs.Sol

Argos disse...

Olá Andrade,

Não gosto muito de chuva, mas gosto muito deste poema!
Lembra-se de no último post lhe ter dito que não conhecia aquele poema do Ary?
Andei a "investigar" em algumass livrarias, não encontrei o que queria sobre ele, mas descobri um livro com todos os poemas e pautas de música do Zeca Afonso. VAleu o esforço.

Abraço

Albertina Granja disse...

Quem é que não aprecia Fernando Pessoa???
É impossível não gostar de qualquer dos seus escritos, sejam eles versos ou prosa.....
Este é mais um belo poema.....

Teresinha Oliveira disse...

O Maior poeta da Língua Portuguesa!
Desnecessário qualquer comentário.
Ah, meu querido amigo, aquele nó nos cabelos e aquele amor leve, nada tem de filial. Muito ao contrário :) Grande beijo.

Mara disse...

Boa noite Zé!
Fernando Pessoa é simplesmente "maravilhoso"!
deixo pra ti:
Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

Clarice Lispector


Beijo,
Mara

Evanir disse...

Um lindo poema gosto muito de todas as poesias desse grande poeta,
Desejo um lindo final de semana beijos meus ,Evanir

Memória de Elefante disse...

Maravilhoso F. Pessoa sempre me emociona!
Adorei a imagem da chuva!!!

Um bom fim de semana!

JPD disse...

Boa noite.

Agradeço a sua disponibilidade para este problema que eu lamento profundamente: o de saber que há leitores das minhas edições que estão a experimentar enormes dificuldades para editar comentários.

A minha janela de comentários não tem qualquer inibição de edição para além da moderação.
Está aberta a qualquer conta-Google.
Não sei o que se está a passar.
A queixa já foi formulada por mais de uma pessoas.
A Blogger já deveria ter intervindo.

Estarei disponível -- enquanto o problema persistir -- em editar o comentário, uma vez deixado no meu email.

Um abraço.

JPD disse...

Boa noite.

Eu sei que não é elegante estabelecer hierarquias entre poetas.

Sei que será de bom tom e bom gosto nivelar Camões e Fernando Pessoa.

O poema que editas é excelente.

Prova de bom gosto.

Um abraço

Magia da Inês disse...

。˚✿•
Olá, amigo,
Passei para mais uma visitinha.
Sou louca por Fernando Pessoa!...
Bom fim de semana!...
Beijinhos.
Brasil
✿•.¸¸♪♫♪
。˚ ˚ ˛✿

Tais Luso disse...

Nossa! Que belo, não tem quem não goste de Fernando Pessoa. E esta foto não poderia ser mais apropriada, mais linda. Que chuvinha gostosa.rsrs

Um beijo, amigo!
Tais Luso

Isamar disse...

Tenho a sua obra completa. Fernando Pessoa é um dos raros seres que habitou este planeta e deixou marcada a ferro e fogo a sua presença. Uma alma multifacetada, quatro almas geniais, ou quiçá mais, que habitaram um só corpo e que tanto nos deixaram no âmbito da poesia. Indispensável ler a sua obra, não a eito, mas muito devagarinho como quem degusta uma iguaria.
Vou relê-lo.
Bem-hajas!

Beijinhos

P.S. Obrigada, amigo, pelo favor que , com tanta disponibilidade, me fizeste.