Seguidores

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Florbela Espanca



A um moribundo

Não tenhas medo, não! Tranquilamente,
Como adormece a noite pelo Outono,
Fecha os teus olhos, simples, docemente,
Como à tarde, uma pomba que tem sono...

A cabeça reclina levemente
E os braços deixa-os ir ao abandono,
Como tombam, arfando, ao sol poente,
As asas de uma pomba que tem sono...

O que há depois? Depois!... O azul dos céus?
Um outro mundo? O eterno nada? Deus?
Um abismo? Um castigo? Uma guarida?

Que importa? Que te importa, ó moribundo?
- Seja o que for, será melhor que o mundo!
Tudo será melhor que esta vida!...


Florbela Espanca

»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««

9 comentários:

Tear de Sentidos disse...

Florbela: nem o amor é contido nem o sofrimento retido...
Qualquer coisa é melhor do que este mundo...? Por que não...?
Como diz Caetano veloso, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"...
Saudações lusitanas!
Feliz 2011!
Tê!

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Um belo poema de Florbela, como todos que ela escreveu.
Estou "roubando" a imagem, espero que não se importe.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Albertina Granja disse...

Olá Andrade....
Que belo poema este.....
Também gosto muito de Florbela Espanca.
Um bom ano para si
Albertina Granja

Andradarte disse...

Sonhadora

É um prazer ser roubado assim...
Beijo

Isa disse...

Aqui está um poema desconhecido para
mim! Verdade!
Belo! Forte! Arrebatado!
Beijo.
isa.

Mara disse...

Oi meu querido!

Tudo será melhor que esta vida!...

Realmente, esta vida tem sido malvada conosco....
Beijos,
mara

Cristina Bernardes disse...

Votos de um Feliz Ano Novo...
Abraço amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
Amigo
,
que as vagas de 2011,
vos(te) traga um mar de saúde e
marés de coisas boas (se possível)
,
abraçada amizade,
,
*

ValCruz disse...

E quantos belos poetas por esse mundo não é?! Adoro poesia...

Abraços e boa semana!