Seguidores

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Poetas da Nossa Terra




MULHER-MAIO


Bom dia, minha amiga, digo em Maio
és uma rosa à beira de um tractor
neste campo de Abril onde não caio
a nossa sementeira já deu flor.

Bom dia minha amiga, eu sou um gaio
um pássaro liberto pela dor
tu és a companheira donde saio
mais limpo de mim próprio mais amor.

Bom dia meu amor estamos primeiro
neste tempo de Maio a tempo inteiro,
contra o tempo do ódio e do terror.

Se tu és camponesa eu sou mineiro.
Se carregas no ventre um pioneiro
Dentro de ti eu fui trabalhador.

José Carlos Ary dos Santo
************************************


3 comentários:

Albertina Granja disse...

Ary dos Santos.....!!!
Apetece sempre ler os seus poemas...!!!
Transmitem-nos, sempre, grandes mensagens...!!!

Albertina Granja disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
isa disse...

Trouxeste até aqui um grande Poeta.
Este é um Poema "forte",que diz muito.
Beijo.
isa.