Seguidores

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Poetas da Nossa Terra





Triste de quem vive em casa,
Contente com o seu lar,
Sem que um sonho, no erguer de asa,
Faça até mais rubra a brasa
Da lareira a abandonar!

Triste de quem é feliz!
Vive porque a vida dura.
Nada na alma lhe diz
Mais que a lição da raiz-
Ter por vida a sepultura.
...

Grécia, Roma, Cristandade,
Europa - os quatro se vão
Para onde vai toda idade.
Quem vem viver a verdade
Que morreu D. Sebastião?

6 comentários:

isa disse...

Bom dia e bom feriado.
Um Poema muito profundo de F.Pessoa.
Dos mais difíceis para fazer chegar aos meus alunos.
Belíssimo.
Beijo.
isa.

Albertina Granja disse...

É mais um belo poema do "nosso" Pessoa...!!!!
E quanta verdade há em cada um destes versos....!?!?!?!?
Tenha um bom feriado Andrade
Albertina

Olinda Melo disse...


Olá, Andradarte

Belo poema de F.Pessoa,aliás, como todos os que ele escreveu.

Abraço

Olinda

luna luna disse...

Fernando Pessoa o meu poeta preferido
bjs

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Um poema maravilhoso de Fernando Pessoa que eu adoro ler.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Célia sousa disse...


Só um poeta como Pessoa poderia
escrever este poema tão sentido e
profundo,ele conheceu a sulidão,
e viveu na busca de um amor tão sonhado... mas sempre tão infeliz:
São sempre belos seus poemas

bjs Célia