Seguidores

domingo, 14 de outubro de 2012

Poetas da Nossa Terra



MULHER-MAIO


Bom dia, minha amiga, digo em Maio
és uma rosa à beira de um tractor
neste campo de Abril onde não caio
a nossa sementeira já deu flor.

Bom dia minha amiga, eu sou um gaio
um pássaro liberto pela dor
tu és a companheira donde saio
mais limpo de mim próprio mais amor.

Bom dia meu amor estamos primeiro
neste tempo de Maio a tempo inteiro,
contra o tempo do ódio e do terror.

Se tu és camponesa eu sou mineiro.

Se carregas no ventre um pioneiro
Dentro de ti eu fui trabalhador.

José Carlos Ary dos Santo

3 comentários:

isa disse...

A força da Poesia de Ary!
Boa semana.
Beijo.
isa.

Albertina Granja disse...

Mesmo que o autor deste poema não estivesse identificado, seria muito fácil perceber que se tratava de Ary dos Santos....!!!!
Toda a sua poesia é isto mesmo....!!!! Arrebatadora....!!!!
Tenha uma boa semana Andrade

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Uma bela escolha como sempre...Ary dos Santos será eterno.

Um beijinho com carinho
Sonhadora