Seguidores

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Poetas da Nossa Terra





Seja o amor como o tempo

Guardam as tardes , o silêncio
tranquilo e tolhido de movimento.

Habitam os homens
que precedem as partidas , 
também tranquilos.

Que se vestem com acenos
na calma do momento.

Recordam os corpos calados
que se encurtam ferventes.

Que abertos nas costas 
têm o peso da água.

Salpicam as horas graves.

Multiplicam-se no frio inerte da memória.

Julgam-se libertos , os homens ,
com as palavras na expressão implacável
do entardecer dos passos últimos.



Nuno Travanca
 
 

7 comentários:

Isamar disse...

Não conhecia e gostei.Muito! Felizmente ainda há quem divulgue poesia em língua portuguesa. Há tanta!

Bem-hajas!

Beijinho

Mara disse...

Boa noite, meu querido Zé!
Nuno Travanca...eu também não conhecia e gostei muito.
Mais um excelente poeta para a minha lista.
Obrigada.
Beijo,
Mara

Magia da Inês disse...

♥ •˚。
°° 。♥。

FELIZ DIA DOS AMIGOS!!!

♥ •˚。
°° 。♥。

piedadevieira disse...

Um abraço apertado, amigo sempre respeitador.
Beijos

Sonhadora disse...

Meu amigo

Hoje passando para agradecer a amizade de sempre e deixar um beijinho pelo dia do amigo.
Tenho um miminho no lado direito do meu blogue.

Beijinhos
Sonhadora

Albertina Granja disse...

Mais um poeta que eu não conhecia !!!!!
Mas o Andrade lá vai fazendo destes milagres.......
Dá-nos a conhecer poetas que para muitos de nós eram ilustres desconhecidos.
Obrigada e mais uma vez, parabéns.

Will Carvalho disse...

Parabéns pelo blog, e parabéns ao poeta. Belo lugarejo