Seguidores

terça-feira, 17 de abril de 2012

Poetas da Nossa Terra




ANIVERSÁRIO
Sentei-me com um copo em restos de
champanhe a olhar o nada.
Entre crianças e adultos sérios
tive trinta em casa.
 
Será comovedor os quatro anos
e a festa colorida,
as velas mal sopradas entre um rissol
no chão e os parabéns:
quatro anos de vida.
 
Serão comovedores os sumos de
laranja concentrados (proporções
por defeito) e os gostos tão
diversos, o bolo de ananás,
os pés inchados.
 
Será soberbamente comovente
toda a gente cantando,
o mau comportamento dos adultos
conversas-gelatinas e os anos
só pretexto.
ANA LUÍSA AMARAL , Minha Senhora de Quê,

   

11 comentários:

Multiolhares disse...

quantas vezes só um pretexto de sentirmos menos vazio
bjs

Sylvia Rosa disse...

Estou no trabalho, mas passo pra deixar todo meu carinho e um abraço forte.

Magia da Inês disse...

ჱܓOlá, amiga!
。°✿

Já me senti assim em festas de aniversário...

Passei para deixar um abraço.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil

✿✿♪

♫° 。✿ ✿ჱܓ

Albertina Granja disse...

Não conhecia esta poetisa, mas gostei....
Vou procurar ler outros poemas seus...

isa disse...

Ainda bem que trouxeste a revolta e o pensamento um tanto amargo da Poeta!
Quantas vezes ñ se passa isso,tal e qual?!
Beijo.
isa.

Mara disse...

Boa noite, meu querido!
Não conhecia esse poema e gostei muito.
Desejo-te uma excelente semana.
Com carinho,
Mara

Isamar disse...

A revolta está patente neste poema. O sujeito poético rejeita o comportamento dos adultos numa festa de aniversário que é sempre tão empolgante para uma criança.
Ter-se-ão esquecido da criança que está sempre dentro de nós? Tê-la-ão deixado adormecer ou morrer?

Beijinhos

Bem-hajas!

Alma Mateos Taborda disse...

Un muy bello y certero poema de esta magistral escritora que no conocía. Gracias por compartirlo. Un abrazo.

piedadevieira disse...

Olá, amigo
Bom conhecer nossa gente,nossos poetas.
Beijos

Teresinha Oliveira disse...

Não conhecia a autora. Olá, muito prazer! Gostei muito. A Angústia me atrai...

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Um poema doce e amargo, adoro a poesia de Ana Luísa Amaral.
Sempre boas escolhas nos poemas que posta.

Beijinho com carinho
Sonhadora