Seguidores

domingo, 22 de maio de 2011

Poetas da Nossa Terra



EU


 Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada... a dolorida...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber por quê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou! 

Florbela Espanca 

 

10 comentários:

isa disse...

Um dos Poetas que mais me toca o coração!
O último terceto é uma maravilha!
Semana iluminada!
Beijo.
isa.

Albertina Granja disse...

Adoro Florbela Espanca......
E este é mais um belo poema, que apetece ler e reler.......

Mara disse...

Oi Zé!
Lindo poema e eu diria...triste também.
...
Sou talvez a visão que Alguém sonhou, Alguém que veio ao mundo pra me ver, E que nunca na vida me encontrou!

Beijo,
Mara

Isamar disse...

Florbela Espanca é outra poetisa da minha preferência. Li a sua obra completa muito novinha ainda e fiquei tão comovida que verti lágrimas de dor. Nunca mais esqueço essa noite, longínqua,no Alentejo, em que peguei num livro de sonetos seus e, ao lê-los, tive dificuldade em adormecer. As suas frustrações, desilusões, paixões arrebatadoras comovem as almas mais duras.

Belo soneto!

Bem-hajas!

Beijinhos

Memória de Elefante disse...

Belos versos de Florbela!

Um beijo

Catia Bosso disse...

A bela mais bela Florbela... minha querida e eterna mestra... adoro Florbela por sua alma iluminada e cheia de amor pra dar sempre! Alma bendita que muito me toca o coração em seus escritos!
Neste poema ela arrasa em coerência e sabor...Eu sou a que no mundo anda perdida, Eu sou a que na vida não tem norte, Sou a irmã do Sonho, e desta sorte Sou a crucificada... a dolorida...

Pensa em alguem que poderia escrever isso com propriedade! Pensou Florbela!
Grata, Amigo, por ter me brindado com este post de hj.

Mesmo quando dizes que não venho aqui, cá estou!

bj

Catia

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Uma escolha maravilhosa...Florbela, sempre imortal.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Teresinha Oliveira disse...

Florbela é a nossa Cecília Meireles.Talentosa e triste. Beijos

piedadevieira disse...

Maravilhosa Florbela!
Quanta emoção!
Beijos

Tais Luso disse...

Andrade, este é um dos poemas mais belos de Florbela Espanca, por sinal o meu preferido. Sinto seus poemas tristes, como se fossem um grito de agonia. Calam fundo em nossa sensibilidade.

Parabéns por esta postagem.
bjs
Tais Luso