Seguidores

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Poetas da Nossa Terra

Vencedor do Prémio Camões deste Ano







Completas
(Tema -Amor)


A meu favor tenho o teu olhar
testemunhando por mim
perante juízes terríveis:
a morte, os amigos, os inimigos.

E aqueles que me assaltam
à noite na solidão do quarto
refugiam-se em fundos sítios dentro de mim
quando de manhã o teu olhar ilumina o quarto.

Protege-me com ele, com o teu olhar,
dos demónios da noite e das aflições do dia,
fala em voz alta, não deixes que adormeça,
afasta de mim o pecado da infelicidade.


Manuel António Pina,
in “Algo Parecido Com Isto, da Mesma Substância”
Tema(s): Amor 

7 comentários:

Solange disse...

lindo demais..
copiei pra dizer para o meu bem..

bjs.Sol

Mara disse...

Boa noite, Zé!
Que lindo!
...
Protege-me com ele, com o teu olhar,
dos demónios da noite e das aflições do dia,
fala em voz alta, não deixes que adormeça,
afasta de mim o pecado da infelicidade.

Bom final de semana.
Beijos,
Mara

isa disse...

Obrigada por me dares a conhecer este Poeta que,confesso,ñ conhecia.
Fiquei com uma imensa vontade de o ler!
Poema que "mexeu" comigo!
BFS.
Beijo.
isa.

Memória de Elefante disse...

"Afasta de mim o pecado da infelicidade".
Belíssimo poema!

Ser Feliz é uma escolha!

Um beijo e ótimo domingo!

Argos disse...

Olá,

Confesso que não conheço muito este autor, mas vou tentar corrigir a minha falta.
Gostei do poema!

tulipa disse...

Aqui estou, mais uma vez, abrindo o meu coração para os amigos e convido-o a ver o meu último post nos "Momentos Perfeitos":

ONTEM...SÓ ONTEM
Aliás, queria que muitos mais dias da minha vida fossem como ontem.
Queria que muitas semanas da minha vida fossem como esta semana.
Uma semana de emoções lindas, puras e fortes.
Interrogo-me: como é que o meu coração aguenta tantas emoções?
A minha vida é difícil, muito difícil.
...
...

Mas a realidade é outra e ouço o meu nome, chamam-me para ir receber o meu 1º prémio num concurso de fotografia; de seguida, nada mais ouvi, os olhos apontados para o chão e os pés levaram-me até ao palco onde me senti num outro universo.
O MEU UNIVERSO!!!

Meu Amigo
Gosto muito do seu universo de poetas, das belas escolhas que faz e partilha connosco.
Um abraço.

Isamar disse...

Gosto muito de Manuel António Pina. Um prémio merecido. Um bom jornalista, crítico literário,homem de letras e poeta. Este é um dos seus poemas mais bonitos e fiquei emocionada ao lê-lo aqui.

Bela escolha!

Bem-hajas!

Beijinho