Seguidores

segunda-feira, 14 de março de 2011

Poetas da Nossa Terra



Um dia


Um dia mortos gastos voltaremos
A viver livres como os animais
E mesmo tão cansados floriremos
Irmãos vivos do mar e dos pinhais

O vento levará os mil cansaços
Dos gestos agitados irreais
E há-de voltar aos nossos membros lassos
A leve rapidez dos animais

Só então poderemos caminhar
Através do mistério que se embala
No verde dos pinhais na voz do mar
E em nós germinará a sua fala

Sophia de Mello Breyner

5 comentários:

Sue disse...

Visitando...
Belo, este soneto.
Beijinhos!

Mara disse...

Olá, meu querido Zé!
Hoje que comemoramos o "Dia Nacional da Poesia" aqui no Brasil, deixo pra ti:

A Poesia

Hoje a poesia bateu a
minha porta
Com um sorriso cativante
Um olhar contagiante
Pôs um verso em meu ser
E consigo me levou.
Meu corpo cobri de nuvens
Meu olhar vesti de estrelas
De aromas e cores
me alimentei
E dela me tornei refém.
Em cada gota de chuva
Em cada pétala de flor
Achei um verso escondido
Clamando por meu amor.
Ah, poesia,
Sem ti não vivo um
dia sequer.
Em tudo te vejo...
Em tudo te encontro...
Tu traduzes os meus desejos
E os meus sonhos de mulher.

Maria de Lourdes Scottini Heiden

Junto fica o meu carinho e um beijo terno.
MarBeijos,
Mara

chica disse...

Parabéns pela escolha.Linda poesia! abraços,ótima semana,chica

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Hoje passando apenas para oferecer o meu selinho de 500 seguidores, com muito carinho...não sei se liga a selos, mas gostaria que aceitasse.

Beijinho
Sonhadora

Isa disse...

Só hoje vi este poema de Sophia,um
dos Poetas de q mais gosto.
Conheces-me bem e este drama vivido no Japão por td um povo e particularmente por Hana,tem-me atormentado.
Certo que me desculparás.
Beijo.
isa.