Seguidores

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Poetas da Nossa Terra

Quadras


Mensagens para Orkut - Dividers





Não sou esperto nem bruto
nem bem nem mal educado:
sou simplesmente o produto
do meio em que fui criado.

Os meus versos o que são?
Devem ser, se os não confundo,
pedaços do coração
que deixo cá neste mundo.

Porque o mundo me empurrou,
caí na lama, e então
tomei-lhe a cor, mas não sou
a lama que muitos são

Eu não tenho vistas largas,
nem grande sabedoria,
mas dão-me as horas amargas
lições de filosofia

Co'o mundo pouco te importas
porque julgas ves direito.
Como há-de ver coisas tortas
quem só vê em seu proveito?

António Aleixo,in "Este Livro que Vos Deixo..."

9 comentários:

Sonhadora disse...

Meu amigo
António Aleixo...sem palavras, adoro.

Beijinho
Sonhadora

Isa disse...

Que bom teres trazido António Aleixo
naquele seu jeito de "poetar" que
encanta.
Beijo.
isa.

Maria disse...

Amigo é sempre um prazer ler António Aleixo.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Mara disse...

Zé, meu querido!
Gostei muito das "quadrinhas' de António Aleixo.
Deixo pra ti:

Parece que a suavidade
Do luar e da solidão
faz renascer a saudade
Que temos no coração.

J.B. Mello e Souza
beijos carinhosos e o desejo de uma excelente noite e final de semana.
Com carinho,
Mara Regina

ONG ALERTA disse...

Muito lindo...
Beijo Lisette.

Estrella Altair disse...

Muito obrigada pela tua visitinha no meu blog.

O teu blog e giro, gosto dele e da sua musica, muito agradabel...

Adoro as palabras deste poeta. que nao conhocia...

Acho que moras perto de Torres Vedras, é para mim um lugar muito bonito, gosto imenso dele, é expectacular, sobre tudo Santa Cruz...

gosto de tomar banho na Santa Cruz, mas agua e muito fresquinha..

Gosto imenso de lá.. e de tudo Portugal..

estiva lá por questioes de trabalho.... dois años... ha tres años ....

Voltarei a teu blog, por agora sou uma nova seguidora..

Um beijinho muito forte e ate cedo

Estrella Altair disse...

O meu portuges nao é muito bom, peco disculpas..

Um forte abraco

Memória de Elefante disse...

"Como há-de ver coisas tortas
quem só vê em seu proveito?"

Sábias palavras deste poeta!

Obrigada por sempre compartires poetas tão maravilhosos !

Um beijo!

Albertina Granja disse...

Ora aí está o que é!!!
O nosso Grande António Aleixo.....
É único.
Adoro António Aleixo