Seguidores

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Poetas da Nossa Terra






Praia


Os pinheiros gemem quando passa o vento
O sol bate no chão e as pedras ardem.

Longe caminham os deuses fantásticos do mar
Brancos de sal e brilhantes como peixes.

Pássaros selvagens de repente,
Atirados contra a luz como pedradas,
Sobem e morrem no céu verticalmente
E o seu corpo é tomado nos espaços.

As ondas marram quebrando contra a luz
A sua fronte ornada de colunas.

E uma antiquíssima nostalgia de ser mastro
Baloiça nos pinheiros.
Sophia M Andresen

***********************************

9 comentários:

Isa disse...

A temática tão querida a Sophia!
Belo Poema.
Feliz 2011!
Saúde,Paz e Amor.
Beijo.
isa.

ONG ALERTA disse...

A vida é nosso maior presente, viva!!!
Um 2011 de muitas conquistas, beijo Lisette.

Rosa Brava disse...

Reler Sophia é sempre um prazer enorme!
Grata pela partilha.

Um abraço

Rosa Brava disse...

E... Feliz 2011 com uma boa saída de 2010!

Mara disse...

Querido Zé!
Gosto muito das poesias de Sophia Andresen, esta está linda.Parabéns!
Desejo que em 2011 teus sonhos sejam grandes e que eles possam te mover a cada minuto ao rumo da verdadeira felicidade.
Feliz 2011!
Beijos,
Mara

ETERNA APAIXONADA disse...

Começar o ano lendo Sophia me deixou feliz!
Vim deixar meu carinho no primeiro dia do ano e desejar que 2011 seja um ano de muito amor, saúde, paz e alegrias!
Beijos no coração.

Insana disse...

Que venha 2011, pois
Será o ano do Sol a iluminar. Grandes e Pequenos Passos.
Será ano Impar unilateral
Será o ano do Coelho multiplicador

Plante a semente da vontade
Regue com o dose desejo
E terá bons frutos para colher..

Um feliz 2011 da Insana

OBS desculpe a ausência nas festas..

Albertina Granja disse...

Este é mais um lindo poema de Sophia Andresen.
Gostei muito.
Parabéns pela escolha.
Albertina Granja

AFRICA EM POESIA disse...

Meu Amigo


Venho desejar um ano Novo cheio de coisas boas em que a saúde seja o prato principal
Demos as mãos e o caminho será mais fácil
Feliz ano de 2011

beijos