Seguidores

domingo, 5 de dezembro de 2010

Poetas da Nossa Terra




SÊ TU A PALAVRA

Eugénio de Andrade


1.
Sê tu a palavra,
branca rosa brava.

2.
Só o desejo é matinal.

3.
Poupar o coração
é permitir à morte
coroar-se de alegria.

4.
Morre
de ter ousado
na água amar o fogo.

5.
Beber-te a sede e partir
- eu sou de tão longe.

6.
Da chama à espada
o caminho é solitário.

7.
Que me quereis,
se me não dais
o que é tão meu?

+++++++++++++++++++++++++

7 comentários:

Mara disse...

Olá Zé!
Gosto muito de Eugénio de Andrade.
É sempre uma boa escolha.
Beijo e boa semana pra ti.

piedadevieira disse...

Mais um que vale a pena ler e ter.
Beijos

Multiolhares disse...

Mais uma excelente escolha
Bjs

Insana disse...

Um belo poema..

Otima indicação

bjs
Insana

Rosane Marega disse...

Lindo!
Beijossss

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Mais um poema lindíssimo que adorei ler.

deixo um beijinho com acrinho
Sonhadora

Mara disse...

Zé, meu querido!
Gostei muito da tua escolha.
Eu deixo-te o meu carinho nos versos de Eugénio de Andrade que escolhi pra ti.


Espera

Horas, horas sem fim,
pesadas, fundas,
esperarei por ti até que
todas as coisas sejam mudas.

Até que uma pedra irrompa
e floresça.
Até que um pássaro me saia da
garganta e no silêncio desapareça.

Eugénio de Andrade

Beijos meus...
Mara