Seguidores

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Poetas da Nossa Terra


O Amor, Quando Se Revela

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe


O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
> Porque lhe estou a falar...


Fernando Pessoa
++++++++++++++++++++++

5 comentários:

nouvelles couleurs - vienna atelier disse...

:-) saludos siempre lindo mirar tu blog

desculpe por escrivir en espanhol...

Mara disse...

Boa noite, meu querido Zé!
Hoje você superou-se na escolha do poeta e da poesia....simplesmente MARAVILHOSOS!

(...)
Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

O que posso lhe contar diante de tanta sensibilidade e tão belos versos?
Posso lhe contar que: gosto muito de você, que você conquistou meu coração para sempre e que ocupa um lugar muito epsecial dentro dele...um dos mais bonitos.

Beijos....
Mara

armalu disse...

Poesia de encantar, cada um melhor que o outro amei. obrigado por dividir connosco.
beijo

Sonhadora disse...

Meu amigo
Um lindo poema de Pessoa, adorei.
Como sempre escilhe muito bem

Beijinhos
Sonhadora

Sue disse...

Passando pra conhecer. Bom demais por aqui! E assim fui ficando, lendo, lendo... voltarei! Bj!