Seguidores

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Poetas da Nossa Terra


Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...
Florbela Espanca

11 comentários:

Mara disse...

Olá José!
Florbela dispensa comentários!
Sua escolha foi perfeita....
O que eu posso lhe dizer sobre o amor é que.....

...eu não sei definí-lo bem,só sei dizer que o encontrei....no seu coração amigo.
Beijos e boa noite.

Flor da Vida disse...

Olá amigo, boa noite! Vim te
visitar e amei tudo que encontrei
aqui, e o estarei seguindo...
Esse poema da Florbela é lindo!
Obrigada por compartilhar...
Deixo a ti um abraço e meu
carinho... Paz e luz

Hana disse...

Olá grande José, seu carinho em meu blog se faz consante, fico tão contente, hoje vim conhecer e segui este cantinho, como pe maravilhoso ter pessoas com seu coração neste blogesfera, lindo seu blog,que orgulho de conhcer um pouquinho seu mundo aki ele é lindo, sei que lá fora seu mudno é cheio de amor, cheio de luz, a gente sente querido, toda esta harmonia aki em seu canto, cv transmite isso, minha gratidão por momento que aki passei, vendo grandes escritore e lendo vc.
com carinho
Hana

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Florbela Espanca, sempre belos poemas, eu adoro.

Beijinhos
Sonhadora

Insana disse...

Cada vez que leio algo de Florbela me sinto em uma fortaleza de sentimentos..

bjs
Insana

Sylvia Rosa disse...

Especialmente hoje parece que esse poema foi escrito pra mim.
"Quero amar a todos e nao amar ninguém"...
Lindo FDS amigo!

CAMINHOS DE LUZ disse...

O amor é sempre uma boa opção e como diz a música "Qualquer maneira de amor vale a pena". Florbela é intensa!Que sejamos intensos nos nossos bons sentimentos para que possamos produzir beleza, tão necessitados que estamos nesse nosso momento de mundo.

Maria disse...

Excelente escolha, adoro este poema da Florbela.
Aproveito para desejar um bom fim de semana
Bjs do tamanho do infinito
Maria

Méon, disse...

Amigo, obrigado pelas suas visitas.
Deixei dois comentários ao seu comentário de hoje. Se tiver um tempinho para ir ver...

Abraço, aprecio o seu trabalho e a sua sensibilidade.

poetaeusou . . . disse...

*
Leio-o, e folheio, assim, toda a minh’alma!
O livro que me deste é meu, e salma
As orações que choro e rio e canto! ...
Poeta igual a mim, ai que me dera
Dizer o que tu dizes! ... Quem soubera
Velar a minha Dor desse teu manto! ...
,
in-Florbela Espanca,
.
abraço,
,
*

Cris Michelon disse...

Quero apenas amar,
lutar, lutar, buscar,
buscar, achar, achar e
amar, só amar.
bjs