Seguidores

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Poetas da Nossa Terra

DESPERTA-ME DE NOITE



Desperta-me de noite
o teu desejo
na vaga dos teus dedos
com que vergas
o sono em que me deito

É rede a tua língua
em sua teia
é vício as palavras


com que falas

A trégua
a entrega
o disfarce


E lembras os meus ombros
docemente
na dobra do lençol que desfazes


Desperta-me de noite
com o teu corpo
tiras-me do sono
onde resvalo


E eu pouco a pouco
vou repelindo a noite
e tu dentro de mim
vai descobrindo vales.

Maria Teresa Horta

3 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te
minha alegria profunda.
,
in-maria teresa horta,
,
conchinhas,
,
*

Multiolhares disse...

Boa escolha de
Teresa Hota
Bj

Maria disse...

Amigo, excelente escolha.

Tenha um feliz fim-de-semana

"Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho." (Mahatma Gandhi)

bjs do tamanho do infinito
Maria