Seguidores

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Poetas da Nossa Terra

P O E T A S

Ai as almas dos poetas
Não as entende ninguém;
São almas de violetas
Que são poetas também.

Andam perdidas na vida,
Como as estrelas no ar;
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar!

Só quem embala no peito
Dores amargas e secretas
É que em noites de luar
Pode entender os poetas

E eu que arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma para sentir
A dos poetas também!

»»»»»»»»»»»«««««««««« Florbela Espanca

7 comentários:

M. Sueli Gallacci disse...

Olá, grata pela visita!

Ainda voarei muito por estes "campos" aqui e me deliciar com a magia destes poemas... parabéns pelo blog, está belíssimo!

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo este poema de Florbela, que eu adoro.

Beijinhos
Sonhadora

Isa disse...

Florbela traduz o sofrimento de Amor de forma belíssima.
Todas as palavras estão relacionadas:
alma,violetas,luar,amarguras.

Isa disse...

Desculpa: Beijo.
isa.

LOURO disse...

Olá amigo!
Bela escolha,um poema que é uma pequena homenagem aos poetas!!!
Florbela Espanca,uma das minhas preferidas.Gostei!!!

Bom fim de semana,
abraço,
Lourenço

poetaeusou . . . disse...

*
espancado fico sempre,
com florbela espanca :
,
"...Quem nos deu asas para andar de rastos?
Quem nos deu olhos para ver os astros
Sem nos dar braços para os alcançar?!..."
,
in-Florbela Espanca
,
abraço,
,
*

Maria disse...

Querido amigo adorei a sua escolha.

"Poesia são pensamentos que respiram, e palavras que queimam."
(Thomas Gray)

Aproveito para desejar um excelente fim-de-semana.
Bjs do tamanho do infinito
Maria