Seguidores

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Poetas da Nossa Terra


VAIDADE


Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,

E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho...! e não sou nada

Florbela Espanca

**************

5 comentários:

Sonhadora disse...

Lindo,meu amigo.
Adoro Florbela...a sua poesia fascina-me.

Beijinhos
Sonhadora

tulipa disse...

Obrigado pela partilha de palavras tão belas...
Florbela sempre!!!

Dia 19 - dia do meu aniversário: a neta escolheu o vasinho com bolinhas de água e a avó escolheu a tulipa e fez-se o conjunto perfeito. No meu dia gosto de fazer aquilo que me dá prazer e raramente vou trabalhar, é um dia meu e passo-o como mais gosto, por isso fui ao cinema ver "Melodia do Adeus".

LOURO disse...

Olá amigo!
Escolha perfeita este soneto de Florbela Espanca,parabéns!!!
Obrigado pela visita e comentário.

Abraço
Lourenço

GRAÇA disse...

Obrigada pela visita
O meu dono gosta muito do José Afonso, o cantor que tens no teu blog.
A minha dona da Florbela Espan..
Bom fim de semana e ron..rons e bjs da minha dona
Kika e Graça

Liza Leal disse...

Senti um doce descanso por aqui!

=)
Parabens!

abço
.

LizA