Seguidores

sexta-feira, 19 de março de 2010

Poetas da Nossa Terra






A Idade dos Lilases
Dórdio Guimarães


Mulher
No tempo dos cabelos agitas a paz em amor
Todos os dias por ti
O universo se faz e tu não sabes não

Amanhã a mulher joga a vida num vale de lilases
Dele irrompe cheirosa a flor
Que é pródiga em lis e lases
E serei tudo o que de mais fértil o teu ventre der
Mulher

Na estrada à noite não pode haver desacordo
Eia tanta gente amiga são as árvores
posted by bissaide

5 comentários:

Isa disse...

Ah!Este poeta que amou Natália Correia...
Belas palavras talvez,quem sabe
dedicadas à Mulher Amada!
Beijo.
isa.

Sonhadora disse...

Lindo poema.
Palavras de amor lindas.

Beijinhos
Sonhadora

poetaeusou . . . disse...

*
Dórdio Guimarães
entre a poesia,
o cinema e a Natália
um bom post,
,
saudações,
,
*

Memória de Elefante disse...

Não conhecia este poeta.
Belo poema!
As árvores são a nossa força e onde residem nossas raízes...

Um beijo

PS:Parabéns pelo novo layout do blog ,ficou lindo!

AFRICA EM POESIA disse...

Hoje A Pesia bem lembrada.
Passo para um beijinho e poesia


POETA
Ser poeta…
É ser louco…
É ser sonhador…
É saber dar…

Dar e dar-se…
Na poesia…
Na vida…
No mundo…
E saber que o seu poema…

Foi lido…
Foi sentido…
E, foi tantas vezes… partilhado!...

Partilhado…
Com dor…
Com alegria…
Com amor…

E o poeta sente…
Que o que fez…
Não foi para si|…
Foi para o mundo…

E nessa partilha…
Entende que não mais…
Voltará a estar só!...

Lili Laranjo