Seguidores

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Poeta Joaquim Pessoa

O pássaro no espelho

A partir de agora, irei prestar tributo a um grande poeta e grande amigo, desde o Ano longínquo de 1975.

Publicarei periodicamente poemas desde este seu primeiro livro, que eu tenho o prazer de possuir (raríssimo) e de todos os outros até aos dias de hoje.

Quem não se lembra de Poemas e Sonetos como "Faço o que faço. Tenho o que mereço",
"Amor Combate", "Alcácer Que Vier", Um cheirinho de Alecrim", "Ruas da minha cidade", Quinta Canção a Lisboa","Amélia dos Olhos Doces", "Mau tempo nos Canais",etc,etc


Este foi o primeiro livro (1975) e este o primeiro poema publicado.


POR CIMA DAS PALAVRAS


Desenho a curva da tua boca. Um sino.
Por cima das palavras já é dia.
A voz persegue o animal difícil
que caminha o dia, a passo.


Esta parede de vidros enlouquece
como uma selva. Uma paragem de autocarro.
Na tua mão a coragem é a arma necessária.
O amor são três lâmpadas. Os dedos principiam.

2 comentários:

ISA disse...

Bonito este poema do escritor e poeta: Joaquim pessoa.
PATABÊNS!
Beijokas
BOM ANO
Isa

isabel_m_rego@hotmail.com

ISA disse...

Bonito este poema do escritor e poeta: Joaquim pessoa.
PATABÊNS!
Beijokas
BOM ANO
Isa

isabel_m_rego@hotmail.com